Natália Oliveira, Advogado

Natália Oliveira

Salvador (BA)
855seguidores649seguindo
Entrar em contato

Sobre mim

Conhecimento é poder. Faça bom uso.
Estudante de Direito da UNEB.
Amante da literatura, da arte e da filosofia, da ciência e tecnologia, das artes marciais, música e cultura.

Principais áreas de atuação

Direito do Consumidor, 33%

É um ramo do direito que lida com conflitos de consumo e com a defesa dos direitos dos consumidor...

Direito do Trabalho, 33%

Conjunto de normas jurídicas que regem as relações entre empregados e empregadores, são os direit...

Direito de Família, 33%

É o ramo do direito que contém normas jurídicas relacionadas com a estrutura, organização e prote...

Recomendações

(13.546)
Silva Lopes Advocacia, Advogado
Silva Lopes Advocacia
Comentário · há 18 horas
Igor, obrigado pelo comentário!

Eu sempre tento, na medida do possível, denunciar conteúdo impróprio da plataforma, justamente porque eu gosto da forma como o JusBrasil funciona, é um ambiente bem democrático, e eu sei, inclusive, que pessoas fora do âmbito jurídico podem ser membros da comunidade, descobri isso recentemente e achei muito bom por parte do JusBrasil.

Ao mesmo tempo, eu também não vejo mal em utilizar diversas linguagens. Pelo contrário, um ambiente diversificado é sempre muito mais produtivo.

A minha questão, em especial, é a conexão entre a linguagem utilizada e a credibilidade que essa mesma linguagem precisa passar. Eu sempre entendi que o JusBrasil é uma plataforma que fomenta a disseminação de conhecimento, com um mínimo de embasamento e, obviamente, seriedade. Esse é um cuidado que eu tenho, inclusive: nos meus poucos artigos escritos aqui - que, em verdade, nem chegam a ser artigos, são mais pequenos textos com linguagem mais acessível -, ainda que eu use a linguagem menos formal e menos rebuscada, ainda assim eu trago embasamento para o que eu escrevo, e que não necessariamente precisa ser embasamento jurídico (ainda que seja esse o meu foco).

A impressão que eu tenho é justamente que esse cuidado que eu tenho não é o mesmo que outros membros da comunidade têm. O JusBrasil, para essas pessoas, virou um blog, em que se pode escrever, literalmente, qualquer coisa, inclusive futilidades inseridas no meio jurídico e não um local de compartilhamento de conhecimento.

Atuações esporádicas de pessoas como essas não ferem a credibilidade da plataforma, claramente, porém, de algumas semanas pra cá eu vejo uma multiplicação de conteúdo desse tipo. O meu receio real é o de que eu abra o feed do site e passe a encontrar 10 dicas de maquiagem para arrasar na audiência, e isso em 5, 6 publicações seguidas, como acontece em outras plataformas.

Por isso, uma das minhas sugestões, já que o JusBrasil é uma plataforma democrática, é algo, por exemplo, que o Instagram já tem, mas eu, nas minhas procuras, não localizei aqui: selecionar temas de interesse ou bloquear temas desinteressantes, como "não desejo mais ver publicações desse tipo". Assim, os conteúdos mais diversos continuam a ser postados, mas eu não precisarei me deparar, toda vez que entrar no site, com conteúdo totalmente dissociado do mundo jurídico.

Grande abraço!

Perfis que segue

(649)
Carregando

Seguidores

(855)
Carregando

Tópicos de interesse

(71)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres
Fale agora com Natália

Natália Oliveira

Entrar em contato